Precisamos falar sobre Geraldo Rufino

geraldo-rufino-589x375

 

Sabe aquelas pessoas que ao chegar em um ambiente, logo espalham alegria? Que, de tão felizes, contagiam até àquele mais pessimista? Pois é, conheci uma assim, um dia desses. Além de transbordar felicidade, essa pessoa carrega consigo um brilho no olhar e no sorriso, sem explicação. Dá até pra fazer poesia, facilmente, só em falar dele. Eu estou falando do “Geraldim”, sim, para os mais íntimos, como eu! (rsrsr) Para os demais, é Geraldo Rufino. Considero-me íntima desse cara, mesmo tendo visto e falado com ele uma única vez. Ele nos dá essa liberdade.

Rufino é um exemplo de ser humano iluminado e raro de se encontrar nos dias de hoje. Leva consigo, desde sempre, uma alegria de viver invejável e chega a ser “irritantemente feliz”, como o chama sua filha. Sempre conta sua história de vida, com um sorriso no rosto, mesmo quando se trata dos momentos de maior dificuldade. Conhecer mais sobre a história de superação e alegria desse cara diante da vida, certamente fará você repensar sobre muita coisa.

Aos sete anos, Geraldo perdeu a mãe, sua maior fonte de inspiração e aprendizado sobre a vida. Mas para o empresário, isso não foi doloroso, pelo simples fato de não saber o que era a morte. É incrível ouvir Geraldo contando tudo que aprendeu com a mãe, mesmo com tão pouca idade. Apesar de ter vivido uma infância pobre, Rufino aprendeu, desde muito cedo, lições valiosas de generosidade e amor ao próximo, com a mãe. “Ela ia na Ceasa recolher o resto da feira para levar para a família e para os vizinhos.”

Foi com a mãe, também, que Geraldo aprendeu o segredo da felicidade: agradecer todas as manhãs por mais um dia. Hoje ele faz o mesmo, mudou apenas de endereço. “Eu me recuso a acreditar que existe algo mais importante do que a oportunidade de viver mais um dia!”. O estado de espírito e boas energias dele começam aí, pelo simples fato de acordar.

Eu e Rufino durante sua palestra no curso Fator de Enriquecimento, em Fortaleza.
Eu e Rufino durante sua palestra no curso Fator de Enriquecimento, em Fortaleza.

Conhecendo mais sobre a história do Rufino, fica fácil saber o porquê de ele está onde está hoje. Ex-catador de latinhas, Geraldo se tornou um dos homens mais ricos do Brasil, faturando 50 milhões por ano. Começou a trabalhar aos oito anos, em um lixão, onde viu a oportunidade de empreender pela primeira vez. “Com essa idade eu já tinha meu primeiro emprego, diferentemente dos meninos da favela. Então eu não tinha porque não sorrir.”

Empreendedor nato, Rufino conta que faliu várias vezes, mas que todas serviram de aprendizado para que ele crescesse cada vez mais. Trabalhou durante 15 anos, numa rede de parques de diversão,começando como office boy e saindo como diretor nacional. Enquanto trabalhava no parque, Rufino deu  um caminhão para cada um de seus dois irmãos, para fazerem entrega e ganhar um dinheiro extra.  Por ironia do destino, eles se envolveram, simultaneamente, em um acidente.  O que poderia ser o fim do negócio virou uma grande oportunidade. Sem seguro, Rufino teria de amargar o prejuízo. A saída foi desmontar os caminhões e revender as peças. Com a venda rápida, ele notou que havia um mercado e fundou a JR Diesel, maior empresa de reciclagem de caminhões do Brasil.

Gerando 150 empregos diretos, Geraldo estabelece uma relação exemplar com seus colaboradores, aliando carinho de mãe e disciplina militar. “Eu não pago salário mínimo a nenhum de meus funcionários. Acho isso uma vergonha. Eu os tratos com amor, exijo disciplina e divido os resultados.” A valorização de seus colaboradores como ser humano é prioridade.

“Toda vez que eu dou um passo, eu me preocupo em esticar a mão e dá uma puxadinha no próximo, pois ele é quem vai me dá a base para eu continuar subindo o próximo degrau.”

Aí você pergunta: e a crise? “Vejo como uma condição de oportunidade, uma motivação para que a humanidade evolua. Enquanto as pessoas fogem da crise, eu a uso ao meu favor.” Rufino tem propriedade para falar disso, pois foram durante os momentos de crise que ele conseguiu aprender e crescer ainda mais. Para ele, tudo é uma oportunidade! Depende da maneira que você está olhando.

Para que mais pessoas conheçam sua história de vida, Geraldo escreveu o livro O Catador de Sonhos, onde ensina tudo sobre determinação, otimismo e superação. Por meio do livro é possível enxergar oportunidades em cenários diversificados, não se deixando abalar pelas crises e fazer do seu sucesso uma fonte de sucesso para a sua família.

Considero Rufino uma fonte de aprendizado para todas as áreas da vida. Família, profissional, financeiro, social… não importa! Ele tem algo bom a dar exemplo em tudo! Porém, acima de tudo, o vejo como um exemplo de um legítimo brasileiro. Tem alegria de sobra, garra, fé, “sangue no olho” e samba no pé.

Conheça um pouco mais das história dele, com muita gargalhada, é claro!

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *