O quanto seus amigos determinam quem você é?

contágio social

Esses dias eu estive pensando em quantas novas coisas venho fazendo (e aprendendo) ultimamente. Coisas que jamais me imaginava ter entusiasmo em fazer. Está escrevendo, por exemplo, um blog seria algo que, há uns três anos atrás, não iria me atrair tanto. Estudar novas coisas, ler constantemente novos livros é algo que também não fazia muito parte da minha rotina.

Não demorou muito para que eu percebesse o porquê desses novos hábitos. Quando eu vi quais eram as novas pessoas que faziam parte da minha rede de relacionamentos, logo me dei conta do quanto estava sendo influenciada, positivamente, em muitas áreas da minha vida. Em um ambiente de trabalho onde se tem pessoas que empreendem, escrevem, têm o hábito da leitura e procuram sempre se aperfeiçoar, é claro que eu não poderia reagir diferente.

Ok! Mas eu só posso me influenciar com o que os outros têm de bom? Não, não! O Contágio Social é uma via de mão dupla! Tudo parte de uma escolha e eu escolhi me influenciar pelo que as pessoas têm de positivo. Eu escolhi está perto de pessoas que têm mais virtudes do que defeitos para compartilhar. E aqui eu poderia até citar filmes, músicas e lugares que também determinam muito do que somos, mas optei por falar apenas de pessoas. Elas já são o suficiente para persuadir nossos comportamentos.

Não é apenas sua rede de amigos diretos que influenciam você. Os amigos dos seus amigos também determinam sua personalidade. No livro O Poder das Conexões, os pesquisadores James Fowler e Christian Hempelmann explicam bem como alguém pode ser diretamente influenciada. Eles afirmam que uma pessoa feliz aumenta em 15% as chances de felicidade de seus amigos, em 10% as chances de felicidade dos amigos dos seus amigos (conexões de 2º grau) e em 6% as chances dos amigos dos amigos dos seus amigos (conexões de 3º grau).

amigos

A partir do momento que me dei conta da importância do Contágio Social para o meu crescimento tanto pessoal quanto profissional, passei a enxergar o que as pessoas que me cercam têm de melhor. Passei a selecionar mais quem está a minha volta. Afinal, (acredite) cada uma delas definem, de alguma forma, minhas atitudes.

Todos nós estamos expostos a um sincronismo e equilíbrio. O meu grupo social e meus relacionamentos estão diretamente sincronizados comigo. As pessoas podem ser diferentes, mas as vibrações emocionais são parecidas. Pessoas muito ciumentas, por exemplo, que têm uma desconfiança exagerada do(a) esposo(a), provavelmente, convivem com pessoas igualmente ciumentas. Pessoas que gostam muito de praticar esportes, certamente convivem com pessoas que possuem a mesma preferência.

Não resta dúvidas! Se você ainda não adquiriu alguns hábitos que te levam a ser o que sempre quis, conviva com quem já os conquistou! É simples! Esse é o primeiro passo! E sem que eu perceba, isto funcionou bastante comigo. Parece que se torna até mais fácil conquistar algo novo. Afinal, o que eu julgava muito difícil de conquistar, outra pessoa foi lá e mostrou que era possível. Por que não seguir os passos de quem já acertou?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *